16 maio 2016

Novo Conselho Regional Sudeste 2 (2016 -2019)






É com muita alegria que trazemos notícias de nosso Capítulo Eletivo Regional 2016, que aconteceu entre os dias 13 e 15 de maio de 2016 no Colégio Regina Coeli, na Tijuca.

O Capítulo foi presidido pelo irmão Antonio Júlio Martins, Coordenador da Área Sudeste com a assistência do Frei Alexandre Patucci de Lima OFMConv.

A participação dos irmãos das fraternidades foi muito boa. Foi um momento muito especial para todos, onde celebramos a eleição do novo conselho em uma data tão especial como Pentecostes.

- Na sexta-feira dia 13/05 tivemos um momento especial de oração, celebrando Nossa Senhora de Fátima, foi lida a carta de resposta em nome do Santo Padre enviada pelo Vaticano dando a benção papal para o Capítulo e também a Oração pelo Capítulo preparada pelas irmãs Clarissas da Gávea;

- No sábado dia 14/05 recebemos a visita de nosso irmão Frei Fernando Araújo OFM, que nos falou sobre as pessoas de boa vontade, a generosidade e o amor. Logo após tivermos a deposição dos cargos e foi iniciada a votação com utilização de duas urnas eletrônicas. Ainda no sábado, como não poderia deixar de ser, fizemos uma confraternização a noite;

- No domingo dia 15/05 pela manhã, tivemos a celebração da Santa Missa de posse dos seguintes eleitos para servirem a este Regional por três anos (2016-2019):

Ministro Regional: Marco Antonio Rodriguez - Fraternidade São Francisco de Assis - Rio Comprido;

Vice-Ministra Regional: Maria Lúcia - Fraternidade. Imaculada Conceição - Paty do Alferes;

Formador: Luiz Henrique - Fraternidade São Antonio dos Pobres - Volta Redonda;

Comissão de Presença no mundo: Helio Gouvêa - Fraternidade Nossa Senhora das Graças - São Gonçalo;

Coordenadora de Comunicação: Joseane Caldas Rodriguez - Fraternidade São Francisco de Assis - Rio Comprido;

Coordenadora do SEI: Cleildes dos Santos - Fraternidade Nossa Senhora da Conceição - Nilópolis

Coordenador do 1º Distrito: Moacir Nobrega - Fraternidade São Francisco de Assis - Rio Comprido;

Coordenador do 2º Distrito: Adílson Belmon - Fraternidade da Bem Aventurada Virgem Maria - Niterói

Coordenador do 3º Distrito: José Carlos Dionízio - Fraternidade Santa Clara - Jardim Primavera - D. de Caxias;

Coordenador do 4º Distrito: José Edson - Fraternidade Nossa Senhora da Penha - Vila Velha – ES;

Coordenadora do 5º Distrito: Iracema Máximo - Fraternidade São Leopoldo Mandic – Teresópolis;

1ª Secretária: Luzimar - Fraternidade Imaculada Conceição - Paty do Alferes;

2ª Secretária: Mary Soares - Fraternidade Santo Antonio dos Pobres - Volta Redonda;

1º Tesoureiro: Cláudio Luiz - Fraternidade Imaculada Conceição - Paty do Alferes;

2º Tesoureiro: Edualdo Costa - Fraternidade Santo Antonio - Largo da Carioca;

Conselheiros fiscais: Octávio Cotarcione - Fraternidade São Francisco das Chagas - Com. Soares - Nova Iguaçu;

Marlucia Alves - Fraternidade da Bem Aventurada Virgem Maria – Niterói;
Leir Martins - Fraternidade São Roque - Nova Friburgo;

Suplentes: Manoel Vasconcelos - Fraternidade São Francisco das Chagas - Com. Soares - Nova Iguaçu;
Admara Titonelli - Fraternidade Nossa Senhora das Graças - São Gonçalo;
Maria das Graças Lima - Fraternidade São João de Meriti - São João de Meriti






22 abril 2016

Oração pelo Capítulo Regional.



Olá irmãos e irmãs. Segue oração pelo Capítulo Regional. 


Paz e Bem.

04 abril 2016

Jornada Franciscana .


Olá irmãos e irmãs. Segue convite para nossa Jornada Franciscana 2016.


Paz e Bem.

22 março 2016

Debate Imperdível.


Olá irmãos e irmãs. Aproveitem esta belíssima oportunidade!




Paz e Bem. 

10 março 2016

Tragédia na Família Franciscana do Brasil.

Frei Moser é morto em assalto no Rio.



Frei Antônio Moser OFM, frade da Província da Imaculada Conceição, foi morto a tiros na manhã desta quarta-feira, 9 de março, após ser abordado por assaltantes na Rodovia Washington Luiz, na altura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O crime aconteceu por volta das 6h10 na pista sentido Rio de Janeiro. Mesmo ferido, o religioso, de 75 anos, ainda conseguiu dirigir o carro até o acostamento. Os bandidos, que estariam de moto, conseguiram fugir. Equipes da Concer foram até o local e chegaram a chamar uma ambulância, mas o frade já estava morto. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) isolaram o local para a realização da perícia. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).
O Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, pediu orações e lamentou a morte trágica de Frei Moser: “A dura realidade que povoa com frequência os nossos noticiários bate à nossa porta. Com susto e tristeza recebemos a notícia da partida repentina de um irmão, vítima da violência que infelizmente tem se tornado cada vez mais comum. Frei Antônio Moser sempre teve como marcas o entusiasmo e a determinação. Atuou em muitas frentes simultaneamente, desde o estudo e a pesquisa, o trabalho pastoral, as aulas, conferências, o trabalho na comunicação, a dedicação a obras sociais. Especialmente nas décadas de 1970 e 1980, dedicou-se de corpo e alma ao pastoreio de comunidades da Baixada Fluminense, atuando na formação do povo e na construção de igrejas. Hoje, infelizmente, devolvemos a Deus a vida deste irmão, vítima de assassinato na mesma Baixada que tanto amou. Que sua partida leve toda a sociedade a buscar caminhos alternativos, que vençam a violência e a dor, que suplantem a injustiça e a morte, que abram para o mundo um horizonte de esperança. Para nossa Província fica um vazio e aumenta nossa responsabilidade em levar adiante o legado por ele deixado”.A Editora Vozes distribuiu o seguinte comunicado: “Comunicamos com imenso pesar o falecimento de Frei Antônio Moser. Pedimos a todos e todas união e força neste momento inesperado e difícil e que possamos continuar unidos na fé e esperança da ressurreição”, escreveu Frei Volney José Berkenbrock, que dividia com Frei Moser a direção da Vozes.O prefeito de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, Rubens Bomtempo, declarou luto oficial de três dias na manhã desta quarta-feira (9) devido a morte do Frei Antônio Moser. As bandeiras do Palácio Sérgio Fadel, sede da prefeitura de Petrópolis, foram colocadas em meio mastro.Apesar da família extensa, apenas uma irmã de Frei Antônio Moser ainda é viva, Maria Moser, hoje com 82 anos, freira que reside no município de Itajaí. No entanto, Frei Moser mantinha relação próxima com primos, sobrinhos e amigos que residem no município. “Ele me ligava duas, três vezes por semana para saber se estava tudo bem, como estava a cidade. Era uma pessoa muito boa, de um coração enorme, uma grande perda, é até difícil falar neste momento”, conta o sobrinho Mário Moser.Frei Moser estava a caminho de São Paulo, onde gravaria o programa “Pelos caminhos da fé” para a Canção Nova. Extremamente ativo, Frei Moser conciliava várias funções, como diretor-presidente da Vozes, professor do ITF, pároco de Santa Clara, membro da Comissão de Bioética da CNBB, coordenador do Comitê de Pesquisa em Ética da UCP, conferencista, coordenador do projeto social Terra Santa e escritor. Para ele, contudo, isso não era problema: “Diria que é muito simples. Descobri que o sacerdote, o teólogo, o empresário não devem fazer nada sozinhos. Devem contar com pessoas certas para os lugares certos. Ou seja, você administra pessoas e não uma máquina. Por exemplo, construí uma paróquia e formei 16 comunidades de fé, sendo que algumas igrejas comportam de 300 a 400 pessoas. Então, como se faz? Montei esta paróquia e apareço lá uma vez ou outra durante a semana, além dos domingos, naturalmente. O padre bom é aquele que dá uma diretriz e deixa o povo trabalhar. Você deve ser uma espécie de ícone, referência, mas não é quem vai fazer tudo. Por exemplo, na Editora Vozes – cito ela porque trabalhamos lá – conseguimos montar uma equipe que funciona com ou sem a presença minha e do Frei Volney Berkenbrock. E muito bem. Agora, no Centro Educacional Terra Santa, o Sr. Reinaldo Cruz, e mais uma equipe administrativa me ajudaram a elaborar todo o projeto e agora vão tocando com ou sem a minha presença. No que se refere aos sócios, todos confrades, iremos fazer umas duas reuniões anuais. O segredo é não querer fazer tudo sozinho, mas encaminhar”, dizia numa entrevista ao nosso site.
Frei Moser, que se doutorou em Teologia, com especialização em Moral, na Academia Alfonsianum – Roma, além de diretor da Vozes, era professor de Teologia Moral e Bioética no Instituto Teológico Franciscano (ITF), em Petrópolis (RJ); pároco da Igreja de Santa Clara de Petrópolis; diretor do Centro Educacional Terra Santa, além de conferencista no Brasil e no exterior. Tem livros traduzidos para outras línguas (Teologia Moral impasses e alternativas; O enigma da esfinge, a sexualidade; Biotecnologia e Bioética: para onde vamos?; Ecologia: desafios éticos). Durante nove anos participou do programa semanal “Em pauta” na Canção Nova.No ano passado, em outubro, ele foi o único teólogo brasileiro nomeado para o Sínodo da Família. Ainda nos dias 12 e 13 de dezembro, Frei Moser celebrou na sua cidade natal, Gaspar, o jubileu de 50 anos de vida sacerdotal. Oficialmente, Frei Moser completou 50 anos de vida sacerdotal no dia 15 de dezembro.O momento solene dessas comemorações foi a Celebração Eucarística no domingo, 10 horas. O então pároco Frei Germano Guesser fez a acolhida e apresentou o seu confrade que nasceu  no bairro de Gaspar Grande em 29 de agosto de 1939, fruto da união de Elisabeth e Angelo Moser. “Ele vestiu o hábito franciscano em 19 de dezembro de 1959 e foi ordenado sacerdote no dia 15 de dezembro de 1965, portanto ele está celebrando aqui, conosco, 50 anos de sacerdócio”, frisou. “Frei Moser, hoje, é considerado um dos teólogos mais importantes do mundo, podemos dizer assim, tendo em vista que ele foi o único teólogo brasileiro a ser nomeado pelo Papa Francisco para participar do Sínodo da Família, encerrado em outubro último. Ele participou deste importante acontecimento da Igreja atual ao lado de dois cardeais, 4 bispos e quatro leigos do Brasil. Sem dúvida, um dos momentos que marcará, se já não marcou, a sua vida sacerdotal e religiosa”, elogiava Frei Germano.“Frei Moser é assim: esbanja vitalidade e, para ele, não tem tempo ruim. Tanto que ele é também pároco da Paróquia de Santa Clara, em Petrópolis, que fica próxima do Instituto Teológico e diretor do Centro Educacional Terra Santa, uma entidade assistencial que atende crianças e jovens carentes em Petrópolis. Ainda sobra tempo para ele ser um conferencista no Brasil e no exterior…”, emendou
A Editora Vozes informou que a missa acontecerá às 15:00 na Catedral de Petrópolis.

Dados pessoais, formação e atividades
·         Nascimento: 29.081939 (76 anos de idade), em Gaspar – SC;
·         Admissão ao Noviciado: 19.12.1959, em Rodeio, SC;
·         Primeira Profissão: 20.12.1960 (55 anos de Vida Franciscana);
·         Profissão Solene: 01.02.1964;
·         Ordenação Presbiteral: 15.12.1965 (50 anos de Sacerdócio);
·         1961-1962 – Curitiba – Estudos de Filosofia;
·         1963-1966 – Petrópolis – Estudos de Teologia;
·         02.02.1967 – Luzerna – professor do seminário;
·         28.01.1968 – Petrópolis;
·         agosto 1968 – Lyon, França – mestrado em Teologia;
·         setembro 1969 – Roma – doutorou-se em Teologia Moral em dezembro de 1972;
·         02.12.1972 – volta ao Brasil;
·         29.11.1972 – Petrópolis – professor de Teologia Moral;
·         novembro 1991 – eleito Definidor Provincial;
·         30.08.1996 – coord. da Fraternidade São Vicente, professor, diretor do IDE, e redator da revista SEDOC.
·         01.12.1997 – Petrópolis – São Francisco – guardião (no capítulo provincial de 1997 foi mudada a denominação de São Vicente para São Francisco de Assis); nomeado membro do Conselho de Assessoria ao Definitório e às Entidades do Departamento de Educação e Comunicação.
·         23.12.1998 – diretor presidente da Editora Vozes;
·         22.11.2000 – coordenador da comissão executiva do novo ITF;
·         07.11.2003 – deixa de ser guardião;
·         17.12.2009 – diretor do Centro Educacional Terra Santa;
·         25.02.2016 – membro do conselho administrativo da Província;
O frade menor                       
Frei Antônio foi professor no Convento do Sagrado por 20 anos, e, por mais 20, no Instituto Teológico Franciscano, junto à Fraternidade São Francisco, de Petrópolis. Tinha muitos talentos. Segundo alguns confrades e outras pessoas conhecidas, Frei Antônio “tocava inúmeros instrumentos”, em diversificadas áreas. Escreveu muitos artigos e 27 livros. Era conferencista, assessor em Teologia Moral, falava em programas de TV, era construtor e administrador.Na sua ficha autobiográfica lê-se: “Apesar de parecer apressado, na realidade me considero eficiente, incapaz de enrolações. Não gosto de conversa mole. Tenho grande facilidade de escrever, de articular o pensamento, mesmo quando falo livremente ou tenho que escrever um artigo em pouco tempo. Tenho o pensamento aberto às novas ideias, sem contudo perder o fio da meada em relação ao que é doutrinário. No mais, o que não sinto é preguiça… estou sempre em atividade… Sei me impor quando quero, mas, por outro lado não me sinto orgulhoso, pois conheço minhas limitações e atribuo os meus talentos à bondade de Deus”.
Interessante é ouvir o que Frei Antônio fala de sua vida espiritual: “Acho que minha espiritualidade é algo que nem todo mundo percebe. Acho até que a maioria dos meus confrades não percebe que tenho uma espiritualidade intensa, embora seja oculta como um tesouro. Não tenho nada de pietismo. Pareço frio. Não é verdade. Desde adolescente sempre tive e continuo tendo Deus presente em minha vida… em todos os momentos. À vezes, brigo com ele, como Jacó ou como São Paulo…”.Rezemos em fraternidade por Frei Antônio, pela sua acolhida pelo Senhor, agradecidos por todo o bem que ele fez como frade e pela sua grande contribuição à Igreja do Brasil.

http://www.franciscanos.org.br



28 dezembro 2015

Falecimento

É com imenso pesar que a Fraternidade em formação Santa Clara, sediada no Hospital Estadual Tavares de Macedo- antiga colônia de hansenianos- informa o falecimento de nosso querido irmão Osvaldo Pedro Nascimento. Osvaldo morava há muitos anos na Colônia,era uma das pessoas mais queridas do local. Sempre com uma canção ou um poema para alegrar os irmãos e cantar as maravilhas do Senhor, apesar das sequelas e dificuldades da doença. Osvaldo era um dos fundadores da Fraternidade em formação.
A Fraternidade informa ainda que o enterro será hoje às 14:00 no cemitério do centro de Itaboraí.




Rogai por nós irmão Osvaldo, para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

Paz e Bem!

30 novembro 2015

Encerramento da Escola Permanente de Formação 2015


No sábado, dia 28 de novembro de 2015, encerramos a Escola Permanente de Formação 2015, do Regional Sudeste II. Foi um dia gratificante em que celebramos nossa Ação de Graças por todas as atividades formativas desenvolvidas em nossas Fraternidades, apresentamos nossas bandeiras da Paz, testemunho da nossa integração eclesial, vivência da identidade franciscana e consciência de pertença. Nossas Fraternidades se revigoraram num alegre convívio fraterno com a partilha do gostoso almoço. Fizemos nossa avaliação da Formação 2015, sugerindo temas para 2016. Também tivemos a oportunidade de ver as fotos que algumas Fraternidades levaram das reuniões em que trabalharam juntas fazendo pão, pizza e saladas de frutas.
Além da riqueza do dia, festejamos o aniversário de um ano da Fraternidade Imaculada Conceição, do Engenho de Dentro, que nos acolheu tão alegre e cordialmente.
O nosso obrigada a Deus por nos ter presenteado esse dia.
Nosso agradecimento, também, à Fraternidade aniversariante e a todas as demais, que entenderam a proposta formativa de 2015 e se empenharam em vivenciá-la.

PAZ e BEM !






23 novembro 2015

Profissão na Fraternidade da Porciúncula.

O FIAT AO MODO FRANCISCANO DE AMAR O CRISTO


No dia 18 de outubro, a fraternidade da Porciúncula, em Niterói, teve a alegria de receber seis novos irmãos que expressaram publicamente à sua adesão ao Corpo Místico de Cristo através de um elã sagrado, qual seja a sua profissão de vida espiritual franciscana permanecendo no mundo através da Regra da Ordem Franciscana Secular. A cerimônia foi celebrada pelo Assistente Espiritual da Faternidade, Frei José Carlos Körber OFM, e as promessas foram recebidas pelo irmão ministro local, Élio Ferreira OFS. Os seis neo-professos são: Geórgia FreitasJoelle BachalanyLuiz Renato de CarvalhoMarcos André MahautPriscila Mansano; e Thiago Damato.






A alegria, que não era pequena, foi ainda superabundada pela renovação dos compromissos de vida evangélica de duas irmãs jubilandas em 25 anos de caminhada: Diva Zacarias OFS e Edna Cosenza OFS.
A vida franciscana secular é um estado reconhecido pela Igreja. A profissão à Regra da OFS aprovada pela Santa Sé é uma clara demonstração disto. É uma resposta livre a um chamamento particular de Cristo, mediante a qual os irmãos e irmãs através desta promessa de vida e consagração de sua existência ao seguimento do Cristo Pobre, Crucificado e Ressuscitado se entregam totalmente a Deus e tendem para a perfeição da caridade sob a moção do Espírito Santo. Tal promessa pública caracteriza-se pela prática dos conselhos evangélicos no seu particular modo de vida.
Vejamos agora o relato de alguns dos neo-professos:
“Sempre tive simpatia por São Francisco de Assis. No início de 2012, procurei o Adilson – que conhecia da Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora (Salesianos) – e ingressei na nossa Ordem Franciscana Secular como simpatizante. Pouco depois, tornei-me iniciante e um ano mais tarde comecei a minha formação de mais de dois anos com nossa querida irmã Arésia.
 No dia 18 de outubro de 2015, fiz minha profissão na nossa Ordem. Na verdade, o que parecia o fim de uma etapa era somente o início de um compromisso perpétuo com Deus, com Nosso Senhor Jesus Cristo e com Nosso Seráfico Pai. Espero guardar a fé e servir a Igreja e a nossos irmãos.”
Marcos André Mahaut, OFS
Só mesmo no momento de minha profissão é que fui capaz de entender que, para mim, ela representava quase um sacramento. Encaro esta pertença definitiva a Ordem Franciscana Secular como uma graça concedida pelo Pai de bondade, que me permitiu enamorar-me pelo carisma francisclariano, nas pegadas do Cristo pobre e crucificado. Pensei em outros irmãos que um dia também  fizeram a profissão na Ordem em terras brasileiras, como Dom Helder e a Dra. Zilda Arns; e senti-me pequeno e feliz ao recordar o testemunho deles. A renovação de compromisso das irmãs jubilandas inspirou-me a perseverar sempre no caminho da simplicidade e da humildade, na esperança de que eu possa contribuir junto com a OFS, ainda que infimamente, com o projeto salvífico pregado por Jesus e tão bem compreendido e vivido por São Francisco e Santa Clara, ou seja, a construção de um  Reino de Paz e Justiça”.
Thiago Damato, OFS

“A profissão foi mais um sim ao chamada do Cristo e a sua Igreja como Ele vem feito ao longo de minha vida desde o dom de tocar para ele e trabalhar com música na igreja.” 
Luiz Renato, OFS
“A profissão de Fé na Ordem Franciscana Secular foi uma confirmação na minha caminhada cristã e o início de um novo referencial de viver a minha vida secular. O rito engrandeceu o meu sentimento de pertença e reafirmou o meu ponto de partida na minha vivência diária. Como Francisco nos ensina, a Palavra no Altar é o próprio sacramento. E adentrar a esse mistério seguindo Jesus por Francisco, introjetando a Regra, proferindo as palavras diante da comunidade da qual pertenço há mais de 20 anos, ressignificou minha trajetória. A minha esperança é ser fermento nessa massa, viver a caridade, a mansidão, humildade e cultivar esses valores na minha vida cotidiana. Paz e bem!”
Geórgia Freitas, OFS
texto: Frederico Félix OFS

-- 
"Assim, no espírito das “Bem-aventuranças”, se esforcem para purificar o coração de toda a inclinação e cobiça de posse e de dominação como “peregrinos e forasteiros” a caminho da casa do Pai." - Regra da OFS, art. 11 

03 novembro 2015

Rito de Admissão na Fraternidade Santo Antonio dos Pobres.

Olá irmãos, boa tarde.

Segue emocionante relato do Rito de Admissão da Fraternidade Santo Antonio dos Pobres em Volta Redonda.

O Rito de Admissão à OFS, no último dia 25 de outubro de 2015, de nossos irmãos Maria Maciel Sampaio e Edson Prado de Almeida foi um momento de muita graça e gratidão a Deus que sempre nos surpreende todos os dias.
            Nossa Fraternidade celebrará no próximo dia 8 de dezembro dois anos de Profissão da Regra e ereção de nossa Fraternidade. É uma fraternidade pequena, com apenas seis professos. Nossa Profissão foi realizada com muito apoio, sensibilidade e generosidade do nosso Regional com a Assistência Espiritual do Frei Marcelo Santos Silva, OFM Conv.
Sabíamos, desde o início, das dificuldades de pertencer a uma Fraternidade que era praticamente formada pelo Conselho. Aceitamos o desafio acreditando na graça de Deus e na inspiração de nossos Pais fundadores, São Francisco e Santa Clara de Assis. Entretanto, antes de completarmos um ano de professos, nossa irmã Lucinéia da Silva foi acometida por Acidente Vascular Cerebral isquêmico gravíssimo e durante vários dias esteve internada no Centro de Tratamento Intensivo e na enfermaria de um hospital local. Foi liberada para ser levada para casa e os prognósticos eram pouco animadores quanto à sua recuperação.
            Durante todo período de internação e após a alta hospitalar, nossa irmã foi acompanhada pelos irmãos da Fraternidade que mudaram suas rotinas para poder assisti-la em todas as suas necessidades, sempre acreditando naquilo que nossa formadora, Daisy Martins nos ensinou: “o irmão é sempre um presente de Deus”.
            Nossa irmã Lúcia, como gosta de ser chamada, foi nossa grande mestra de formação, pois nos ensinou o valor da Fraternidade e do compromisso assumido em nossa Profissão. Ela nos humaniza, pois nos ensina que devemos ter mais generosidade ao olhar as pessoas em nossa volta. Com ela, aprendemos que é muito fácil dar ao irmão o que sobra, porém, é muito difícil dar-lhe o que necessita. Apesar das sequelas, sua melhora tem surpreendido os médicos e a cada passo dado por ela, agradecemos a Deus por sua vida e por poder conviver com ela diariamente.
            O período de iniciação dos nossos irmãos Maria e Edson foi realizado dentro dessas dores de parto que aconteceu dentro da nossa fraternidade.
            Tudo isso já seria motivo para agradecer ao Bem, Todo Bem, Sumo Bem.
            Porém, um fato importante em tudo isso é que o Edson é esposo da Lúcia e teve seus primeiros contatos com a OFS durante o período de iniciação e formação de sua esposa, a qual acompanhava e já manifestava o desejo de fazer uma experiência na fraternidade, após a nossa Profissão.
            Durante nossos encontros gerais e Retiros Espirituais dos quais Edson participava, sempre fazia um questionamento: “o que os franciscanos fazem?”
            Começou sua Iniciação, e mesmo após a doença da esposa, se manteve firme na formação não perdendo nenhuma reunião. Os irmãos se mobilizavam nos cuidados à Lúcia para que Edson pudesse participar dos encontros.
            Na reunião de fechamento do período de Iniciação, com a presença de nossa irmã Lúcia, de Paty do Alferes, representante do Regional no 5º Distrito, do qual fazemos parte, foi feita a pergunta do que significava a OFS para eles.
            Ouviu a seguinte resposta do Edson: “eu tinha muitas dificuldades com a palavra irmão. Me parecia muito difícil entender o que isso significa. Porém, com essa fraternidade eu descobri o seu verdadeiro sentido e já não pergunto mais o que um franciscano faz, pois Deus já me deu a resposta.
            O que mais nos encantou no Rito de Admissão foi a simplicidade, a participação dos irmãos, a presença do nosso Assistente Espiritual, Frei Francisco, ou para nós, Frei Chico, que muito nos tem ajudado e, sobretudo, o sorriso e a alegria da nossa irmã Lucinéia ao ver o esposo Edson ser admitido á OFS. Quando ele assinava o livro, ela dava gargalhadas.
            Tudo tem valido a pena, as conquistas, as dificuldades e os sofrimentos durante esse período. Esses momentos nos fortaleceram e começamos a experimentar a graça da vida em FRATERNIDADE.
            Louvado sejas meu Senhor, pela PERFEITA ALEGRIA!


Irmãos Henrique e Hugo, Fraternidade Santo Antônio dos Pobres, Volta Redonda.







Paz e Bem.

29 outubro 2015

Encontro Inter- Religioso em Teresópolis.

Olá irmãos.
A Família Franciscana do Brasil, Regional  Rio de Janeiro e  Espírito Santo se reuniu neste sábado, dia 24 de outubro no Salão Fiorucci do Convento dos Frades Capuchinhos em Teresópolis.
Se reuniram a OFS ( Ordem Franciscana Secular,) SINFRAJUPE ( Serviço Inter- Franciscano de Justiça Paz e ecologia) e a JUFRA ( Juventude Franciscana) para a celebração de São Francisco para a Celebração de São Francisco e do Espírito de Assis.
O tema abordado este ano foi: Desafios para o diálogo inter-religioso: construindo pontes e não muros- realizado por Frei Volney Berkenbrok,OFM – Diretor da editora vozes, e sacerdote da Paróquia Sagrado coração de Jesus, em Petrópolis.O encontro foi organizado também pelo irmão Valter Nogueira Alves – Vice-coordenador da FFB (Família Franciscana do Brasil) e conduzido pela recém professa  Moema do SINFRAJUPE , que nos falou sobre o Movimento católico Global pelo clima. O encontro contou com a presença de diversos irmãos da OFS, além de diversas Congregações Franciscanas e Frades da Primeira Ordem.

Fotos: Marta Lima (21) 99473-5151




Paz e Bem.